Couro de cabra: saiba tudo sobre esse produto brasileiro

Moda
Couro de cabra: saiba tudo sobre esse produto brasileiro

Se você é uma pessoa que gosta de comprar roupas, calçados e acessórios de qualidade, chegou o momento de saber mais sobre o couro de cabra. Muito presente no universo têxtil, esse material tem algumas características parecidas com as do tradicional couro bovino, além de contar com vários diferenciais. 

Inclusive, o uso do couro está em alta na moda, sendo a solução ideal para quem deseja estar com o look sempre atualizado e sofisticado. Mas afinal, quais são as particularidades do couro caprino? Como esse material é confeccionado e quais são os benefícios que ele oferece para os consumidores?

Vamos contar todos os detalhes sobre o couro de cabra no artigo de hoje. Para saber mais, fique por dentro deste conteúdo e comece, agora mesmo, a considerar essa opção para repaginar o seu closet e deixá-lo funcional. Continue a leitura!

O que você precisa saber sobre o couro

Primeiramente, é preciso entender o que, de fato, é o couro. De acordo com a Associação Brasileira de Normas Técnicas (ABNT), o material é originário, exclusivamente, da pele de animais. 

Ou seja, ele é formado pela pele preservada do processo de deterioração e, em paralelo, conta com uma textura muito macia. A alta concentração de fibras colágenas é um detalhe que colabora para garantir mais flexibilidade e versatilidade. 

Vale destacar que, por se tratar de um produto estritamente natural, o termo “couro” está protegido pela Lei 4.888/1965, que proíbe o seu uso para descrever artigos sintéticos. 

Quais são as características do couro de cabra

O couro caprino é aquele feito a partir da pele de cabra. Por isso, as peças produzidas com ele tendem a ser extremamente leves e macias.

Ao contrário do que muita gente imagina, essa opção não é frágil, mas sim resistente e maleável. Isso estimula o seu uso na confecção de sapatos e acessórios femininos.

No vestuário, o material surge em formato de camurça ou pelica, especialmente em se tratando das tradicionais luvas.

Dependendo do projeto e da criatividade do estilista, ainda é possível adicionar outros elementos em cada artigo, o deixando mais autêntico e estiloso. Entre eles, destacamos os seguintes materiais: 

  • metal;

  • miçanga; 

  • coco e por aí em diante. 

Como é o processo de produção do couro

Para que o couro de cabra fique pronto para o uso, ele precisará passar por algumas etapas básicas de produção. A seguir, vamos explorar cada uma delas. Veja só.

Salga 

É o processo mais utilizado para conservar a pele do animal.

Com a salga, é possível reduzir o nível de água presente no material, prevenindo o surgimento de bactérias diversas. Ainda é importante ressaltar que, uma vez presente, um micro-organismo pode “comer” o tecido, fazendo com que ele apodreça e não seja mais útil. 

Caso essa etapa não seja realizada adequadamente, é possível que, mesmo após o couro ser curtido e finalizado, alguns problemas comecem a aparecer. Entre eles, destacamos o afrouxamento do pelo, as manchas de ferro ou sal e o aparecimento de borrões avermelhados. 

Lembre-se que esse tipo de fabricação consiste em um conjunto de práticas, sendo que muitas delas utilizam componentes químicos e trabalho mecânico. Juntos, esses cuidados ajudam a tornar o material não somente mais bonito, mas, principalmente, durável e agradável ao toque. 

Couro de cabra

Ribeira

Aqui, chega o momento de falar mais sobre a ribeira. Nessa etapa, o couro é preparado, com a ajuda de processos químicos, para passar pela fase do curtimento.

O objetivo é higienizar e remover completamente a epiderme e a hipoderme. A parte que receberá o curtimento é somente a derme. Essa fase é formada pelas seguintes técnicas:

  • remolho; 

  • depilação; 

  • descarne; 

  • divisão em lâminas; 

  • desencalagem; 

  • purga; 

  • píquel. 

Curtimento

Com tudo pronto, o couro de cabra já pode passar pela etapa do curtimento. Para realizar a técnica, são utilizados diversos produtos químicos: sais de crômio, ferro, alumínio e zircônio estão na lista. 

Entretanto, é interessante destacar que existem vários processos de curtimento, sendo os orgânicos e os com tanino natural bons exemplos.

Somente quando esse procedimento for finalizado é que o material poderá, definitivamente, ser chamado de couro. 

Acabamento 

Por fim, temos o acabamento. Nesse momento, o couro caprino receberá a técnica ideal para garantir o seu aspecto.

Inclusive, existem vários métodos que podem ser aplicados, como o recurtimento para corrigir certos defeitos da superfície, o engraxe, o tingimento e a secagem. Bem interessante!

Por que investir no couro caprino já

Não é por acaso que o couro de cabra é cada vez mais usado no universo fashion.

Por ter certa leveza, o material já conquistou inúmeros consumidores — tanto no Brasil quanto no mundo.

Não sabe os motivos para tanto sucesso? Contamos os principais deles!

  • conforto: o couro caprino é extremamente flexível e macio. Logo, quando empregado na confecção de sapatos, ele garante um ajuste mais simples no pé, evitando os incômodos e machucados típicos do primeiro uso; 

  • atemporalidade: a verdade é que o couro nunca sai de moda. E isso também vale para os artigos caprinos, ainda mais durante a temporada outono/inverno. O material fica ótimo quando usado em jaquetas, casacos e acessórios; 

  • ótimo custo-benefício: ao adquirir uma peça fabricada com esse material, você fará um grande investimento. Isso acontece porque o couro de cabra é resistente e, portanto, pode durar vários anos, ao contrário dos produtos produzidos com materiais sintéticos;

  • térmico: por ser um material natural e de fina espessura, o couro respira, fazendo com que seja térmico. Quando usado no inverno junto de uma blusa que aqueça, ele protege contra o frio, barrando a sensação. Já no verão, quando usado em peças mais amplas, não abafa e não gera calor;

  • sustentabilidade: muito além do que se acredita, o couro de cabra é considerado sustentável. Sem contar com componentes originários do petróleo em sua composição, ele causa menos danos ao meio ambiente. Ainda é legal ressaltar que, ao adquirir um produto que oferece longa durabilidade, você evita o consumo frequente e, consequentemente, diminui o descarte. 

Viu só? O couro caprino tem diversos pontos positivos e pode ser facilmente integrado em suas produções do dia a dia. Basta escolher uma marca que trabalhe com matérias-primas de qualidade e siga um processo de fabricação ético. 

Caso você queira conferir outros conteúdos especiais como este, acompanhe as nossas páginas nas redes sociais: Facebook e Instagram. Nos encontramos nelas!

VEJA TAMBÉM

Whatsapp